30/06/2010

Invictus - O FILME

Gente ontem assisti o filme Invictus mais um direção fantástica de Clint Eastwood.

Mas o que fala Invictus?
De um legado nocivo em um país sofrido, de uma esperança trazida da prisão, de um jogo que se torna desafio de superação, de um homem que renovou a África do Sul. O filme fala de Nelson Mandela e de um poema que o ajudou a reter a sanidade, o bem e o perdão, Invictus, escrito pelo escritor britânico William Ernest em 1875.

Um século depois, Mandela lia o poema, aprisionado em Robben Island, onde ficou por quase 27 anos, cumprindo pena de trabalhos forçados, por ter lutado contra o regime do apartheid. Apenas foi libertado em 1990, tornando-se, surpreendentemente, presidente do país em 1994 até o ano 1999. A história deste grande líder da paz você deve conhecer - ou deveria. Fez diferença mesmo no esporte.

Mandela foi estratégico ao usar aquilo que mais mobiliza pessoas de todo o mundo, contribuindo para mudar a história do rugby na África do Sul, corroída por segregação racial por quase 40 anos.

Em 1995, com a aproximação da copa do mundo de rugby em plena África do Sul, ainda profundamente dividida entre negros e brancos, Mandela age com sensibilidade e notável inteligência para conduzir os conflitos. Faz do Springboks, a seleção sul africana de rugby, mais que um time. Stop! Se quiser saber como é a história, veja o filme. Lamento, mas não vou cair na armadilha de contar.

Mas faço questão de dividir a grande mensagem de Invictus e suas magníficas palavras: "Não importa o quão estreito seja o portão e quão repleta de castigos seja a sentença, eu sou o dono do meu destino, eu sou o capitão da minha alma". Acredito que a carga emocional contida no poema foi tremendamente forte para fazer com que um homem mantivesse sua integridade em todos os sentidos.

Sim, somos donos de nossas escolhas. Escolhemos vencer ou perder, morrer ou viver. Isto também me faz lembrar de outro filme, "Um sonho de liberdade", em que um prisioneiro, retido injustamente por mais de 20 anos, dá seu próprio veredito: "Aqui, ou você se ocupa de morrer ou se ocupa de viver. Escolhi ocupar meus dias vivendo". Mandela fez o mesmo. E por ter conseguido, espalhou esta possibilidade de vida para seu amado país, contrariou as normas dos rancores, os dissabores do passado. Passou com nota mil no teste de Quociente de Adversidade, aquele que mede o quão capazes somos para enfrentar circunstâncias adversas.

Mandela resistiu na prisão e fora dela. Demonstrou que um ser humano não pode ser deformado por suas lutas e fracassos.
Não é à toa que este líder tornou-se o político com maior autoridade moral no continente Africano, o que lhe tem permitido desempenhar o papel de apaziguador de tensões e conflitos; ganhou centenas de prêmios, como o Nobel da Paz, recebido em 2002. Quando se fala dele, a gente estremece.

Na verdade, anseio que mais pessoas o conheçam, passem a ver filmes assim como um upgrade pessoal, aquisição de maturidade emocional. Mas sei que, infelizmente, muitos estão ocupando-se com investimentos bem menores, focados em leituras fracas, entretenimentos sem conteúdo.
Para os interessados em algo mais produtivo e que FAÇA VIVER, eu espero que assim como foi para Mandela, que este poema torne-se nosso constante companheiro durante a desafiadora maratona da vida.

17 comentários:

Viviane disse...

que resenha perfeita para começar o dia.
Me deu ânimo!
beijos da Vivi

Maura e Gui disse...

Oi Mari...
Mandela se superou né??
Adorei a dica, vou assistir!
Bjksss

DUDA disse...

Assisti este filme!
Uma lição de vida e tanto.
Também indico. Quem deveria assistir este filme era o dunga e ver o quanto o futebol mexe com o sentimento e o comportamento do povo brasileiro.
Ele anda muito "esquentadinho".
bjOoo

Vanessa Santos disse...

Oi flor!
Estava em duvida se assistia o filme ou não, mas após ler essa resenha maravilhosa me animei.
Parabéns pela consciencia que tem, o mundo precisa de pessoas como você!!!
Beijos

ruth disse...

Eu nao assisti ainda, mas pelo contexto vale apena!

Erika disse...

Oieeee amigaa nossa me interessei sim vou te mandar um email dai vc me fala direitinho como é

vc acredita que to com esse filme em casa mais ainda naum tive coragem de assitir

agora vou ver se falou que é bom ^^

beijoss

Lari disse...

Meu irmão assistiu esse filme e disse que é barbaro também. Eu tenho preguiça de ir na locadora mas esse me deixou curiosa...
Estamos em clima de copa do mundo me parece um bom filme para animar todo mundo!
beijus

Lívia Martins (Tinha) disse...

Oi Cinderela,

Vou deixar anotada a sua indicação de filme. Obrigada pelo comentário lá no meu blog... vou registrar o seu voto a favor da música. É tanta opção q a indecisão reina sobre mim (risos)
Beijos,

Miss Fitness disse...

Valeu pela dica!saudades de vir aqui. beijooo

disse...

Bah adorei!
Fiquei louca pra ver! Os filmens desse cara são sempre muito bons, excelentes!

juliana camoes disse...

Pelo visto deve ser um filmaço! Vou ver se alugo esse finde! #beijoquinhas

Noivinha Lú disse...

Oi, Mari! Vi o trailler desse filme no cinema, qdo fui ver a Fúria de Titãs... me arrepiei toda! A história do Mandela é incrível mesmo! Fora que mesmo pela tv dá pra ver o quão evoluído e carismático é esse homem, né!?
Não vi o filme ainda... não tem em nenhum cinema próximo aqui de casa (só do outro lado da cidade), mas deve ser mesmo um filme imperdível!
Super beijo!

TUDO SOBRE O MEU CASAMENTO disse...

Olá@! Achei vc no blog de alguém e vim espiar... amei,to te seguindo viu!

Bjo e passa no meu quando der!

Simone Azevedo disse...

Mari fiquei com lombriguinha de querer assitir esse filme adoro filme com esse ator, um osnho de liberdade já é mara imagino esse agora!!! Beijosss

Juju disse...

Ta todo mudno falando bem do filme. Vai pra listinha de "quero ver"..rs.
Dá uma passadinha no blog pra conferir a receita da pipoca colorida.
Beijocas e bom fds!!

Doces Abobrinhas da Roberta disse...

ai ai... estava precisando ler cada palavra deste poema.
bj e bom fim de semana!

Simplesmente Luísa disse...

Vou assistir...Obrigada pela dica!
Beijos!