03/09/2009

Para os filhos que eu ainda não tive.


Hoje venho falar sobre o amor de pai e mãe para seus filhos.

Já postei inumeras vezes as razões pela qual eu e meu marido adiamos ter filhos.

E hoje estou indiginada com meus pais. Eu casei, sai de casa e uma pessoa que eu tanto amo ficou e simplismente se perdeu no meio do caminho.

Me engasgo profundamente quando:

Alguém diz que a presença dos pais não lhes fez falta,
Alguém diz que se o filho não for homossexual já está de bom tamanho,
Que filhos tem mais pra ensinar do que aprender,
Que criança já nasce com seu carater formado,
Que uma criança tem sangue ruim...

Me engasgo...e não consigo me expressar.

Mesmo meus pais estando vivos, sinto a falta deles nas minhas decisões quando criança e mesmo agora na fase adulta.
As vezes me pergunto, por que minha vida deu tão certo!
Não achei explicações, mas o meu amor pelos meus filhos será incondicional.

Não tenho filhos ainda, mas se um dia os tiver amarei com todo o amor do mundo independente de como meus filhos sejam.
Se ele/ela decidir ser gay, que seja o mais feliz deles, e que seja um ser humano maravilhoso, que seu carater abra qualquer porta que desejar abrir.

Terei muito a ensinar aos meus filhos, mas algumas coisas eles vão aprender por aí, e me ensinar, afinal ninguém sabe tudo. Mas quando esse momento chegar eu saberei mais do que eles e por isso terei argumentos suficientes mediante algumas situações.

Criança é um diamente bruto, o valor dela vai depender do lapidador.

Tristes pais que nunca aprenderam a ser filhos.

Se meu filho aprender um refrão novo na aula de guitarra, eu quero ouvir e cantar junto
Se meu filho fizer um desenho que não entenda nada do que vejo, vou ao menos parar para ouvir a história ilustrada
Se meu filho aprender um golpe novo no jiu jitsu, quero assisti-lo praticando.
Se meu filho sofrer alguma derrota, quero estar lá, com o coração apertado vê-lo aprendendo
sobre a vida.
Se meu filho tirou uma ótima nota, quero estar presente e motiva-lo sempre.
Se a nota for ruim, também quero estar lá, orientando a melhorar.
Se ficarem triste, não posso impedi-los de sentir, mas estarei lá para ensiná-los a superar.
Se cometerem erros, quero estar lá, para ensiná-los a reconhecer e corrigi-lo

Não existe o que uma criança diga ou faça que não mereça atenção.

Ao contrário de algumas mães e pais eu quero estar muito presente na vida dos meus filhos.
Um dia vou saber que dali pra frente eles já sabem o que fazer, e passarei a mera expectadora,
mas enquanto isso não acontecer, é minha obrigação orienta-los, incentiva-los e tornar possível que eles se tornem pessoas melhores.

E se eu errar que eu erre pelo excesso, nunca pela falta.

O post de hoje é um desabafo com base na história do meu irmão adotivo que meus pais sempre negligenciaram e que hoje aos 16 anos entrou para o mundo das drogas.


13 comentários:

Roberta disse...

que lindo seu post e que trste ao mesmo tempo.
Sabe fico feliz de saber que tem pessoas como vc com o coração e alma grande. Sabe realmente o que é sentir amor pelo proximo.
Essa sua compaixao é linda, mas é uma pena né..seus pais que terão que saber contornar a situação afinal vc casa pra construir uma vida pra vcs, nao tem como vc carregar seu irmao como se fosse seu filho.

Ai mas se Deus quiser e isso vai depender da boa vontade de todos vai dar tudo certo.
Torço por vc e adoro sua sinceridade exposta aqui,

beijos

Rê :) disse...

Ai guria, entendo perfeitamente essa situação.... tenho alguém na familia que se encaixa nisso.

Espero q tudo fique bem!

bjos

ruth disse...

Nossa amiga!
Lindo vc colocar tudo o que sente pra fora.
Eu me identifiquei com tudo.
Na verdade eu e meu irmao somos considerados a 'ovelha negra da familia" Eu sou lesbica e ele é gay, desde pequena ja ouvi de tudo ate que o diabo estava nos nossos corpos. Hj somos felizes do jeito que somos porque meus pais pararam e começaram a nos amar como nós viemos ao mundo. Somos pessoas felizes com estilo de vida que levamos e nao ofendemos ninguem..apesar de mtos se ofenderem com nosso estilo de vida...
Enfim..o caminho das drogas deve ser muito pior para uma criança que nao tem formação do que é certo ou errado como conduta de cidadao isso nao se aprende em escolas isso vem de berço.
Quem sou eu para julgar seus pais.
Mas o amor é isso que vc falou é incondicional. Filho não pode ser negligenciado.
Te adoro cada vez mais mais mais e mais...
Seus filhos serão mto bem instruidos, não sinta medo de fracassar como mae um dia...
vc na verdade já esta pronta amiga...
serio mesmo.

bjossssssssss fofura

Cinderela disse...

obrigada pelas palavras meninas...
de coração

Najily disse...

Amigah, costumo dizer que sempre há uma luz no final do tunel.
E não importa qual seja a situação ainda há solução.
Achei maravilhoso o seu post,muito lindo...
Porém fico a pensar na história de teu irmão.
Amiga...acredite o sol vai brilhar amanhã!!!
Estarei orando por ele!
Beijos!

Noivinha Lú disse...

Putz, que m... hein!?
Graças à Deus, meu noivo, que tbém é adotivo, pela parte dos pais não sofreu nenhum tipo de negligência! Hj se formou um homem de caráter e bom coração!
Nem posso imaginar como se sente!!!
Mas é certo, que com o seu filho, fará diferente!
Muito bonito seu post!
Bjinhus

Viviane disse...

Voce sera uma mae e tanto.
Adorei seu post
seu carinho
sua forma de expressar tudinho
vc me emociona cada dia mais.
bom saber que gente no mundo como vc
flor
bjos da vivi
E aqui em Curitiba choooove.

Elaine disse...

Olá!
Este é um comentário-convite.
Meu blog está completando neste mês um ano " no ar". Para celebrar e juntar gente interessante estou promovendo uma blogagem coletiva.
Ficarei feliz se você puder participar. Será um modo de divulgar seu espaço e conhecer outros blogs interessantes e que têm algo a dizer.
Conto por você.
O link para a inscrição é este:
http://elainegaspareto.blogspot.com/2009/08/convite-convocacao-pedido-promocao-ou.html
Elaine

Rô. disse...

Olá querida, fiquei emocionada com seu post...
Sinto muito isto que vc colocou, que tenho amor incondicional para meus futuros filhos, e já penso até nas coisas que poderei ensinar...
Vc tem um coração muito bonito, e seu que não é sua responsabilidade, mas com certeza saberá apoiar seu irmão... e espero que seus pais tomem o caminho certo...
Muita força pra vcs... vou pedir a Deus por vcs...
Um abração..

Uma Pulga em desesperO disse...

É triste... Você pode ajudá-lo a sair deste mundo. Bju! Bom final de semana!

ღ Dina ღ disse...

Amiga, se precisar to aqui... é dificil mesmo, eu tnho ctz que vc será uma otima mãe...
Beijos

Noivinha Rayane disse...

Nossa, que post tocante... ameiii... vc sabe que tenho algumas dificuldades com a minha mãe... senti muito a falta dela em varios momentos especiais da minha vida. O que mais estou podendo contar com ela é esse, dos preparativos do casamento... Quero ser a mãe que eu não tive... E tenho certeza que vc sera uma otima mãe... É bom viver pra aprender neh?!
Bjuuss flor

Ni - Transbordando Palavras disse...

Que Deus ilumine o caminho de todos os seus, para que juntos consigam mostrar ao seu irmão o caminho da superação e felicidade.

Beijos e até...